História da caxemira

Autor: Feb 9, 2015 Categoria: Informações Básicas | sem comentários

Com a caxemira muitas vezes acontecem histórias interessantes. Muitos de nós por exemplo herdamos um suéter de caxemira de nossa avó –  isso não é nada excepcional. A lã da caxemira graças a sua qualidade, nem mesmo depois de muitos anos perde o seu valor. Mantém as cores vivas sem nenhuma descoloração. E não perde a forma. É preciso apenas ter os cuidados certos. 

Se não tiver um suéter de caxemira que foi da sua avó, não se preocupe com isso. Compre um novo e comece a escrever uma história da família com o suéter que suas netas irão herdar de ti. Os suéteres de caxemira embora sejam caros, é um investimento que graças a sua alta qualidade, vale muito a pena.

A primeira referência a caxemira data da época antes de Cristo. Muitas pessoas que têm interesse na lã da caxemira se perguntam se a lã tem esse nome por causa do antigo estado de Caxemira. E isso é verdade mesmo. Apesar de as cabras nunca terem vivido em Caxemira. No entanto começaram a tecer as primeiras roupas de caxemira, que foram trazidas pelos comerciantes de tecidos.

Hoje a Caxemira como um estado independente já não existe. É objecto de disputa entre Índia e Paquistão. Segundo estatísticas a cada dia morrem cerca de 15 pessoas em combate. As roupas de caxemira já não são produzidas na Índia, no entanto infelizmente vem de lá um grande número de tecidos falsificados e sem qualidade, que inundam o mercado europeu e que são vendidos como feitos de caxemira.

A caxemira tem sido sempre considerada como algo extraordinário, por isso tem a alcunha de “fiber for kings” que quer dizer “fibra dos reis” – muitos reis e imperadores importantes se encantavam por exemplo por pashminas – cachecóis de caxemira produzidos de forma artesanal.

Na Europa a caxemira ganhou grande fama especialmente no século 18. Por exemplo não é nenhum segredo, que até o grande Napoleão conquistou o carinho do seu amor secreto Josephine, graças as já mencionadas pashminas.

O processamento e a fabricação da caxemira se aperfeiçoou ao longo dos anos, mas nunca mudou significativamente. Até hoje se preserva a tradição da fabricação à mão. A fibra da caxemira devido à sua finura não pode ser processada à máquina, no entanto apesar desse facto, especialmente a China, começou a reproduzir uma quantidade enorme de cabras da Caxemira em cativeiro e a automatizar sua fabricação. A sua qualidade, no entanto, não  pode ser comparada com a qualidade artesanal do Nepal.

Adicionar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

3612270531596

Suéter de caxemira com 50% de desconto?

Vamos fazer um acordo. Nos dê seu e-mail e nós lhe enviaremos um link para compra uma secreta na www.caxemira.pt , onde você poderá comprar um suéter ou um lenço por um preço irresistível.

Obrigado! Veja as promoções aqui www.caxemira.pt/liquidacao/